Financiamento Universitário: Será que vale a pena? Veja como conseguir!

Sabe aquele sonho de entrar na faculdade? Na atualidade fazer um curso superior está presente nos planos da maioria dos brasileiros, mas nem sempre cabe no bolso, uma alternativa é o financiamento universitário, será que realmente vale a pena?

tipo de financiamento universitario

Se você tem vontade de fazer um financiamento universitário ou possui curiosidade sobre o assunto logo mais vamos falar um pouquinho dos principais tópicos, comentar os assuntos que geram mais dúvidas. Vem com a gente que este artigo tem dicas úteis para você!

publicidade

O que são os Financiamentos Universitários?

O processo funciona de forma simples a instituição escolhida arca com as mensalidades na porcentagem combinada previamente mediante contrato, e então você adquire uma dívida futura a ser paga com juros e correções após terminarem os estudos.

Uma dica essencial calcule os custos tenha em mente que não é só a mensalidade existem outros gastos como transporte, alimentação, xerox, livros se no final as contas não fecham existem meios de se conseguir ajuda financeira.

Como funcionam esses financiamentos?

Um ponto importante a se ter em mente é como os financiamentos funcionam buscar analisar todas as cláusulas do contrato, tirar todas as dúvidas com o contratante e verificar as taxas de juros para que no futuro não se tenha imprevistos.

Por ser destinado a estudantes as taxas de juros são mais em conta, existem planos especiais e vantagens! Vários países já utilizam a anos do crédito universitário sendo os Estados Unidos um dos principais.

Quais são os bancos que financiam?

Uma dúvida comum é quais os bancos e instituições fazem o financiamento, qual a escolha mais vantajosa! Bom basicamente o financiamento pode ser feito tanto em empresas privadas como por programas governamentais.

Os principais bancos são;

  • Caixa Econômica Federal;
  • Banco do Brasil;
  • Bradesco ;
  • Santander;

Mas existem programas que não precisam de banco como o PRAVALER e o BIVA.

Quais as exigências para uma pessoa conseguir?

O primeiro passo para conseguir um financiamento é procurar a faculdade desejada  ver seus convênios e parcerias, olhar se a mesma oferece bolsas,depois para cada caso de empréstimo existe suas próprias regras.

Um dos mais conhecidos entre os empréstimos estudantis é o FIES,criado pelo Ministério da educação para ajudar estudantes de baixa renda a ingressarem em instituições privadas, é preciso ter: 

  • 450 pontos,;
  • não tirar 0 na redação; 
  • ter feito o Enem; 
  • renda de até 5 salários mínimos.

Já o BIVA que vende a ideia de simplificação possui três passos o cadastro, o envio de documentos por foto (os dados são enviados por smartphone) no final você monta a sua proposta que vai ser avaliada por pessoas dispostas a investir.

Na mesma linha do BIVA se tem o PRAVALER a simulação é feita online não precisa de conta bancária nem ter feito o Enem é só enviar os seus dados pelo site para ser avaliado.

O Crédito Universitário Bradesco é uma opção de financiamento oferecida pelo banco, basta que você faça uma simulação, escolha qual universidade cursar e depois se dirija a uma agência com uma declaração dada pela faculdade demonstrando a sua aptidão.

Quais são os Principais Financiamentos do Brasil?

No Brasil um dos principais financiamentos é o FIES que surgiu em 1999 com a ideia de inclusão estudantil, com o tempo foram surgindo novos projetos buscando maior versatilidade e custo benefício.

Surgiram o BIVA que te ajuda com parte da mensalidade, PRAVALER onde você paga um semestre no prazo de doze meses e os tradicionais dos bancos alguns exemplos: Bradesco,Santander.

Muitas das vezes a própria faculdade oferece bolsas de estudos que podem chegar até 100%, geralmente o aluno faz uma prova e dependendo dessa nota tem uma bolsa específica, em alguns casos leva-se em conta as características financeiras e sociais.

Quais são as Taxas de juros desses financiamentos?

Quando o assunto é taxa de juros,os valores variam de acordo com cada programa é  importante saber que essas taxas variam muito de acordo com cada caso, na tabela abaixo algumas taxas:

Programa Taxa de Juros
FIES   0% a 3,4%
BIVA   2%
PRAVALER   0% a 2,3%

É possível fazer cálculos dos valores a pagar utilizando os sites das instituições através de simuladores que te falam com precisão em cada caso qual taxa será cobrada, por isso não deixe de entrar no site e fazer. 

Quem pode conseguir financiar a universidade?

Qualquer um pode conseguir financiar desde que enquadre dentro do estabelecido! Quando menor de 18 anos é preciso autorização dos pais, mas tirando as particularidades de cada um o básico é:

  1. Escolher qual faculdade cursar;
  2. fazer uma simulação com os dados como: nome, CPF, renda. Geralmente nos sites; 
  3. Ir pessoalmente ao banco para finalizar o processo.

Quais são os prós e Contras?

              Prós 

        Contras
Juros baixos Empréstimo a longo prazo
Planos especiais Podem ocorrer imprevistos:

desemprego

Facilidade de acesso,Versatilidade Incerteza do mercado futuro
Maior chance de emprego para quem não pode pagar Pagar bem mais caro do que se pagaria à vista

Como fazer para se inscrever em um financiamento?

Hoje em dia ficou fácil fazer um financiamento,na maioria das vezes nem é preciso ir pessoalmente, existem plataformas em que o procedimento é feito online, a tecnologia vem inovando em todas as áreas.

Cada vez mais as empresas buscam facilitar para os seus clientes e com a falta de tempo devido a correria do dia-a-dia essas comodidades têm sido essenciais para que essas empresas possam ganhar mercado.

Vale A pena Financiar uma universidade?

Como tudo na vida, antes de ingressar em um financiamento é importante planejar cuidadosamente, olhar cada detalhe,se os juros cabem no seu bolso para que no futuro não se tenha transtornos.

Uma dica é olhar se quando formar você terá condição de pagar as taxas mesmo sem emprego, seja com rendas alternativas ou até mesmo ajuda de familiares, mas quando tomado os cuidados necessários o financiamento vale a pena. 

O mercado de trabalho está mais competitivo a cada dia que passa, ter um curso superior não é mais um diferencial chega a ser essencial , então ao tomar os cuidados necessários e financiar é uma alternativa para quem não tem condições de ingressar em uma faculdade de outro modo.

Nossa Avaliação e recomendação sobre Financiamento Universitário

Ao analisarmos os programas de crédito estudantil, podemos ver os prós e os  contras, as taxas de juros de cada um, os cuidados a serem tomados com as cláusulas de contratos e logo chegamos a conclusão que os mesmos são válidos desde que tomadas as devidas precauções.

Não existe o melhor a se escolher pois, tudo depende das suas características que vem, desde financeiras até do fato de ser ter feito um Enem ou não, o que deixa a escolha bem pessoal.

Uma dica que a gente sugere é exatamente pesquisar a que mais combina com sua situação atual, aproveitar do nosso artigo para sanar as principais dúvidas ler o contrato inteiro conversar com a empresa prestadora, se preparar para que tudo ocorra como o planejado.