Governo vai financiar salários por 2 meses de pequenas e médias empresas

Governo vai financiar salários por 2 meses de pequenas e médias empresas

Na última sexta-feira, 27, o presidente Jair Bolsonaro anunciou uma linha de crédito emergencial de R$ 40 bilhões que será destinada a pequenas e médias empresas de modo que elas financiem o pagamento dos salários dos funcionários pelo período de dois meses.

publicidade

As empresas que desejam participar precisam ter o faturamento entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano. O financiamento estará disponível entre uma e duas semanas e será destinado direto para a conta do trabalhador, que não pode ser demitido no período.

publicidade

De acordo com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto “O dinheiro vai direto para a folha de pagamento. A empresa fecha o contrato com o banco, mas o dinheiro vai direto para o funcionário, cai direto no CPF do funcionário. A empresa fica só com a dívida”. A pandemia do coronavírus que ocorre pelo mundo vem afetando drasticamente toda a economia mundial no Brasil não é diferente, diante disso várias medidas estão sendo tomadas com o intuito de salvar a economia, e evitar um colapso, o intuito do financiamento é evitar que trabalhadores em massa sejam despedidos e que empresas fechem, o governo espera diminuir a pressão sobre pequenas e médias empresas.

O valor disponível para cada trabalhador é de dois salários mínimos e caso ele ganhe mais fica a cargo da empresa completar ou negociar com trabalhador, caso o trabalhador ganhe um salário mínimo, por exemplo, ele vai continuar ganhando essa quantia, na atualidade dois salários mínimos corresponde a R$ 2.090,00.

publicidade

Para participar, as empresas precisam ter o faturamento entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano. São No Brasil cerca de 1,4 milhões de empresas que ficam entre as faixas do benefício e poderão acessar os recursos, essas empresas juntas empregam cerca de 12,2 milhões de pessoas, agora imagina esse monte de trabalhador desempregado por que.as empresas não conseguiram se manter com a pandemia, o transtorno que seria.

publicidade

De acordo com Campos Neto “O risco será divido 85% para o governo e 15% para o setor bancário”. O tesouro vai contribuir com R$ 17 bilhões do programa é o restante R$ 3 bilhões será bancado pelos bancos, isso por mês que durante os dois meses dará um total de R$ 40 bilhões.

Rodrigo Maia (DEM-RJ) presidente da Câmara criticou em parte a decisão segundo ele a linha de crédito “não é ruim”, mas é “tímida” e “não vai resolver nada”.

A empresa pode iniciar o pagamento em  seis meses após pegar a ajuda e tem 36 meses (três anos) para quitar a dívida, com o juros de 3,75% ao ano e sem a cobrança de spread bancário. De acordo com o presidente do Banco Central . “Estamos aliviando para uma taxa que é muito abaixo do que seria cobrado normalmente. É um período de muitas dificuldades que temos que atravessar garantindo emprego para os trabalhadores”, segundo ele uma taxa normal para esse tipo de financiamento é de 20%. A operação do programa será feita em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e com bancos privados.

publicidade
publicidade