Os Bancos irão prorrogar data para pagamentos de dívidas em até 60 dias por conta do coronavírus

Veja todas as noticias sobre pagamentos e dívidas.

Os Bancos irão prorrogar data para pagamentos de dívidas em até 60 dias por conta do coronavírus

Uma medida em conjunto do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander, decidiram na última segunda feira 16, que aprovaria a prorrogação do vencimento de dívidas de pessoas físicas e empresas de pequeno porte por até 60 dias.

Os bancos estão em busca de medidas para diminuir o impacto da pandemia na economia brasileira. “Entendem que se trata de um choque profundo, mas de natureza essencialmente transitória. Os bancos estão engajados em continuar colaborando com o país com medidas de estímulo à economia”, diz o comunicado divulgado pela federação.

A medida só é válida para empréstimos que estão sendo pagos em dia, O conselho monetário nacional CMN, anunciou nesta segunda medidas para ajudar o país a enfrentar o vírus, a decisão permite que pessoa renegociem dívidas de pessoas físicas e jurídicas para aumentar a capacidade de utilização de capital.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) disse que ela e “seus bancos associados, sensíveis ao momento de preocupação dos brasileiros com a doença provocada pelo novo Coronavírus, vêm discutindo propostas para amenizar os efeitos negativos dessa pandemia no emprego e na renda”.

Os bancos afirmam que apesar de ser um baque forte na economia ele é transitório e tende a passar com o fim da pandemia, afirmou também que medidas como as já citadas vão ajudar as pessoas a conseguirem a se estabilizarem. 

A Febraban prometeu ajudar pessoas com dificuldades financeiras transitórias por causa do vírus a se manterem em meio a crise.

Essa união é extremamente importante diante de uma situação de emergência global, hoje no Brasil são 350 casos confirmados e 9 mil suspeitos, com 3 mortes, quando comparado com os números da Itália no começo em seu vigésimo dia de infecção, os números brasileiros são mais alarmantes que os que eles tiveram e hoje a Itália se encontra em situação caótica, o que leva todos a pensarem em um futuro próximo conturbado. 

Por mais que a perspectiva não seja das melhores é preciso calma para passar por esse momento.

A economia mundial está em queda tirando a China que já reage, as bolsas despencam a cada dia e as ações também! É preciso ter muita calma para passar por esse momento, para não agir no impulso, perder dinheiro, as medidas de ajuda desses bancos são muito importante nesse momento.

A Febraban informou também que as medidas não são automáticas é preciso entrar em contato com o banco pedindo o benefício, esse contato pode ser até por canais onlines, cada instituição vai firmar seus prazos e regras, por isso o ideal é consultar como o seu banco vai se portar diante as medidas. É importante frisar que as novas medidas não valem para boletos simples como água, luz, telefone.