Confira 11 dicas eficazes de como organizar as Finanças Pessoais

Veja como fazer para que seu dinheiro possa render mais e você consiga montar uma reserva extra.

Quando falamos em finanças pessoais, vemos que grande parte dos brasileiros não possui uma organização que permita saber exatamente como está sua saúde financeira e, assim, possa trazer uma melhor organização pessoal e do dinheiro. 

Por isso, é necessário que tenha uma forma simples e prática de organizar as finanças pessoais e, assim, saber exatamente como seu dinheiro está sendo gasto. 

Para lhe ajudar, reunimos 11 dicas eficazes de como organizar as finanças pessoais e, assim, ter uma vida financeira mais tranquila. 

1- Identifique seus gastos e diferencie cada um deles

Para começar a organizar bem suas finanças pessoais, é preciso que você faça uma lista com os seus gastos e saiba exatamente com o que você usa seu dinheiro. Ou seja, como seu dinheiro está sendo usado todo o mês. 

Você pode categorizar de maneira simples, de forma que, assim, tenha uma visão melhor de suas contas. Existem várias fórmulas para isso, entre elas, uma das mais usadas, é a 50-30-20. Confira como funciona:

  • 50% com mercado;
  • 30% com desejos pessoais;
  • 20% com poupança e pagamento de dívidas.

Essa é uma forma de se organizar e de fazer com que suas finanças pessoais estejam controladas.

2- Faça um acompanhamento completo de seus gastos finanças Pessoais
Finanças Pessoais

Para que você tenha de verdade uma organização de suas finanças pessoais, você precisa fazer um acompanhamento completo de seus gastos. Para isso, você deve ter organizado tudo que você gasta, tudo que tem de entrada e, assim, fazer com que você saiba claramente como estão suas contas. 

Você pode fazer isso através de apps de controle financeiro, planilhas ou até em cadernos. Recomendamos que faça com apps, pois estarão diretamente ligados ao seu smartphone e, assim, você consegue controlar melhor suas finanças.

3- Programe-se e defina suas prioridades

Na hora que o mês começar, é importante que você se programa para saber exatamente como vai pagar as suas contas e como vai fazer uso de seu dinheiro. Quanto melhor você pagar, mais você vai ter suas finanças pessoais organizadas.

A organização é mais do que essencial para que você saiba como gastar seu dinheiro. E, entre todas as questões, você deve definir a sua prioridade, ou seja, o que é necessário de verdade fazer o pagamento e o que são gastos desnecessários.

Assim, suas finanças pessoais estarão organizadas e você não passará sufoco.

4- Gaste menos do que você recebe mensalmente

Pode parecer algo básico. Mas, para que você consiga organizar suas finanças pessoais, o primeiro passo é gastar menos do que você ganha. Não adianta querer gastar muito se você não tem como pagar por aquilo. 

E, mais uma vez, a organização, ter o controle de suas entradas e saídas e saber quais são as principais dívidas, farão com que você saiba quanto pode gastar e em que vale a pena ou não investir seu dinheiro.

5- Não gaste por impulso

Outra questão importante. Se você quer organizar as finanças pessoais, você não pode gastar por impulso. 

Tem pessoas que chegam em lojas e começam a comprar, sem realmente ver o que vale ou não a pena. Assim, acabam pagando caro e adquirindo diversos produtos que não são necessários. Por fim, poderiam ter economizado com dicas simples:

  • Não compre o produto no primeiro lugar que ver. Faça uma pesquisa de preço.
  • Antes de comprar, veja se realmente você tem a necessidade de ter este produto. 
  • Veja se você encontra outro semelhante (muitas vezes de outra marca) que possam trazer o mesmo benefício mais barato.
  • Mais uma vez pense se você realmente necessita deste produto.

6- Pague à vista sempre que der

Muitas pessoas acham que é vantajoso pagar parcelado. Mas, se você quer fazer realmente uma organização de suas finanças pessoais, dê preferência para pagamentos à vista. Assim, você vai diminuir suas compras e, no final, vai economizar, já que não vai gastar muito e não vai ter dívidas. 

Por isso, dê preferência às compras à vista e evite o parcelamento.

7- Evite o uso do cartão de crédito

Muita gente acha que o cartão de crédito é uma renda extra. Mas lembre-se que não é. Você deve entender que o uso do cartão de crédito deve ser evitado ou reduzido ao máximo, já que a ideia do cartão é que seja para um uso emergencial. 

Assim, quanto mais você reduzir o uso do cartão, menores serão suas dívidas e você conseguirá ter uma melhor organização financeira.

8- Economize parte de seu dinheiro

Quando você está separando seu dinheiro para fazer sua organização financeira pessoal, é importante que você faça as contas e consiga separar parte de seu dinheiro para economizar. 

Isso significa montar uma reserva que sirva para um momento de emergência, já que eles aparecem quando você menos espera, e que possa lhe ajudar na hora de fazer alguma compra mais alta de algo necessário. 

Por isso, faça contas para que você possa separar parte do dinheiro e que ele fique investido em uma conta para fazer com que seja sua reserva.

9- Tenha metas de gastos e investimentos de Finanças Pessoais

Na hora que você fizer sua organização das finanças pessoais, você deve estabelecer metas e objetivos realistas para que você possa ter uma boa organização. 

Isso significa que você deve colocar nas contas quanto realmente você vai precisar gastar com contas e com pagamentos de dívidas, quanto vai ser possível guardar e ainda separar aquele valor para usar em algo que lhe dê prazer. 

Se conseguir fazer isso, no final você vai ter todo seu dinheiro bem dividido e suas contas pessoais bem organizadas.

10- Tenha uma reserva de emergência

Sabe aquele momento em que algo acontece e você precisa de um dinheiro e não sabe de onde tirar? Quando você consegue organizar as finanças pessoais, você consegue criar o que chamamos de reserva de emergência. 

Isso significa ter um dinheiro guardado para momentos onde você vai ter que usar um dinheiro  em não tenha jeito. 

Pode ser uma situação de doença, uma conta inesperada, ou qualquer situação que exija justamente que você gaste algo inesperado. 

A dica é que você tire todo mês um valor fixo para fazer sua reserva de emergência. Com certeza vai facilitar sua vida.

11- Estude mais sobre investimento de Finanças Pessoais

Para que você possa ter mais valores no final do mês, sabendo organizar suas finanças pessoais e tendo mais facilidades na hora de fazer com que seu dinheiro tenha o investimento necessário, você deve estudar. 

Quanto mais você estuda sobre investimentos e sobre formas de aplicar seu dinheiro, melhor serão as formas que você encontrará para organizar suas finanças pessoais e não passar sufoco no dia a dia. 

Por isso, recomendamos que você faça cursos, leia livros, tenha sempre estudos que ajudem a dar uma luz nesta questão. E vai valer a pena, já que você vai ter seu dinheiro bem organizado e investido.

Como organizar seu Finanças Pessoais mensal?

Existem diversas fórmulas para que você tenha uma organização de suas finanças pessoais e que seu dinheiro mensal tenha melhor destino. Essas 11 dicas que passamos é justamente para que isso seja mais fácil. 

Para que você possa ter mais facilidade, existem diversos apps que ajudam na hora de fazer a organização das finanças pessoais. Eles estão disponíveis para que você veja claramente suas finanças e saiba tudo. 

Ou pode usar planilhas também, de forma a ter a organização de maneira simples. 

Veja alguns aplicativos que podem ajudar na hora de fazer sua organização de finanças pessoais:

  • Orçamento Fácil: app gratuito.
  • Mobbils: um dos apps mais usados para organização financeira.
  • Minhas Economias: gerenciador financeiro online gratuito.
  • Organizze: um app que é prático de usar.
  • GuiaBolso: uma forma de gerenciar melhor suas contas. 

Em todas as formas de organização pessoal, você encontra fórmulas para dividir o seu dinheiro, de maneira a conseguir fazer com que ele renda melhor. Mas tem algumas dicas que são comuns a todas:

  • 50% pelo menos é destinado para despesas básicas. 
  • Você deve ter um valor para guardar.
  • Deve separar um valor para contas.
  • Deve ter um valor para uso pessoal em lazer.

Com isso, você aproveita melhor seu salário e consegue ter a certeza de que organizar suas finanças pessoais foi bom para trazer melhor saúde financeira.

Quais os benefícios de organizar seu Finanças Pessoais?

Pode não parecer, mas fazer a organização de suas finanças pessoais vai trazer diversos benefícios para você. 

Muitas pessoas passam a vida trabalhando sem saber como usam o dinheiro e, assim, não conseguem conquistar tudo que sonham, ou então gastam desnecessariamente com o que não precisam. 

Por isso, a organização financeira é uma forma, primeiro, de saber exatamente como está sua saúde financeira, ter organizado quanto você tem de dinheiro, quanto gasta e, no final, melhorar seus gastos. 

Mas, além disso, você tem outras questões que são ligadas ao financeiro. Confira:

  • Uma falta de organização financeira pode gerar dívidas altas e isso vai gerar problemas na saúde mental da pessoa, como estresse, ansiedade, insônia e tudo mais que influencia sua saúde. 
  • Muitas pessoas sofrem com problemas físicos por conta dessas questões da saúde mental, como dores de cabeça, dores no peito e, em casos extremos, até infartos. 

Por isso, você deve fazer um controle melhor de sua saúde financeira para que você tenha uma qualidade de vida melhor. Você com certeza vai ter uma vida mais tranquila e, assim, pode organizar melhor seu dinheiro para conquistar seus sonhos.

Gostou do conteúdo? Coloque em prática e tenha uma vida financeira mais saudável. 

E acompanhe nosso blog para mais dicas sobre finanças.