Dúvidas frequentes sobre o Minha Casa Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida contempla familías que sonham em ter sua casa própria. Para participar do programa é necessário cumprir algumas exigências e requisitos, por isso, pode acabar ficando alguma dúvida. Para te ajudar com isso, separamos esse artigo com todas as dúvidas frequentes sobre o Minha Casa Minha Vida.

casal segurando chaves

ATENÇÃO: O atual governo mudou esse programa, agora ele se chama CASA VERDE E AMARELA, entrando em vigor em agosto de 2020. Além do nome, também foram alteradas regras e faixas. Toque no botão abaixo para saber tudo sobre o Casa Verde e Amarela:

publicidade

btn casa verde e amarela

Qual a renda necessária para ter esse direito?

A primeira coisa que a maioria das pessoas pensa é que não tem renda para ser aprovado no programa, o que não é verdade. Na verdade a grande maioria das pessoas tem renda suficiente para ser aprovado, isso porque a familiar renda necessária é entre R$ 1.800,00 e R$ 7.000,00.

Pode juntar a renda para comprar?

Pode sim! A renda necessária é a renda familiar, isso quer dizer que você pode somar a sua renda à do seu marido, esposa, amigo(a), mãe, tio(a), irmã(o)… Lembrando que só somam duas rendas.

Dá para usar o FGTS?

Sim! Você pode usar seu FGTS no seu financiamento, ele pode ser somado ao valor do subsídio do MCMV para abater o valor da entrada e o melhor de tudo é que a cada 2 anos você pode usar ele novamente.

Já tenho um imóvel no meu nome, posso participar?

Não! O MCMV é um programa voltado para quem precisa de ajuda para conquistar seu primeiro imóvel.

Estou com o nome sujo, consigo aprovação?

Sim! Se você está com seu nome sujo junto aos órgãos de proteção ao crédito você poderá participar mas apenas no faixa 1 do programa.

O que é subsídio?

O subsídio é uma concessão, ou apoio monetário, cedido pelo governo. Esse bônus pode variar entre R$ 11.600,00 a R$ 47.500.

Quais os documentos necessários?

  • Documento de identidade,
  • CPF,
  • Carteira de trabalho,
  • Certidão de Nascimento,
  • Certidão de Casamento,
  • Comprovante de renda (últimos 3 contracheques ou comprovante de imposto de renda),
  • Extrato do seu FGTS atualizado (caso tenha),
  • Ficha de cadastro habitacional e
  • Comprovante de endereço.

Minha renda é informal, posso usar?

Sim, ela pode ser usada! Mesmo se você tem renda informal você pode se beneficiar do programa. Para isso leve extratos bancários dos últimos 6 meses ou a sua declaração de imposto de renda.

Posso usar o benefício para comprar imóvel usado?

Não, o MCMV é exclusivo para aquisição de imóveis novos ou na planta.

Existe faixa etária para poder participar do programa?

Sim! Podem participar do programa MCMV pessoas entre 18 e 80 anos e 6 meses. Acontece que a sua idade somada ao tempo de financiamento não pode ultrapassar esses 80 anos e 6 meses.

Isso quer dizer que caso você tenha 70 anos seu financiamento será de até 10 anos, assim como se você tem 60 seu financiamento será até 20 anos e assim por diante.

Posso fazer meu cadastro pela internet?

Temos um post bem completo com tudo o que precisa saber para se inscrever, é so clicar no botão a baixo para conferir:

Qual o valor da parcela?

O valor da parcela varia de acordo com quantidade de parcelas, valor do imóvel e do subsídio, mas o mais importante é que ela não pode ultrapassar 30% do valor da renda familiar.

Se minha renda aumentar, muda alguma coisa?

Até que você assine com a Caixa caso sua renda ultrapasse a faixa de renda pode sim mudar, mas depois do contrato assinado, nada mais muda.

Posso vender o alugar o meu imóvel?

A vida está em constante mudança e uma dúvida frequente é “Se necessário, posso vender o alugar meu imóvel, que comprei através do MCMV? “. E a resposta é sim! Mas apenas para as faixas 2 e 3. Depois do habite-se já será possível alugar, vender e transferir esse imóvel.

Caso ainda tenha ficado alguma dúvida, mande para nós! Responderemos todas.