Minha casa minha vida para Aposentado ou Pensionista

Se você é aposentado ou pensionista e deseja adquirir o seu apartamento, porém devido ao alto preço de mercado está em busca de uma ajuda financeira para conseguir o bem, neste artigo vamos mostrar como fazer um financiamento para apartamento pelo Minha Casa Minha Vida.

minha casa minha vida aposentados

O programa é uma excelente opção devido às facilidades e os juros baixos cobrados, como os imóveis estão cada vez mais caros o que acaba dificultando na hora da compra de um imóvel, um financiamento pode ser uma boa saída.

publicidade

Se você tem o sonho de comprar o seu apartamento, é aposentado ou pensionista e está em busca de participar do Minha Casa Minha Vida, não pode perder esse artigo e ficar por dentro de tudo sobre o assunto.

ATENÇÃO: O atual governo mudou esse programa, agora ele se chama CASA VERDE E AMARELA, entrando em vigor em agosto de 2020. Além do nome, também foram alteradas regras e faixas. Toque no botão abaixo para saber tudo sobre o Casa Verde e Amarela:

btn casa verde e amarela

Programa Minha Casa Minha Vida

Criado em 2009 em uma união do governo Federal com a Caixa econômica, o programa Minha Casa Minha Vida era um programa que visava tornar o sonho da casa própria uma realidade para os mais humildes, no começo a ideia era atingir as camadas sociais mais pobres.

Com o passar dos anos o programa sofreu muitas mudanças em suas faixas e taxas, o público alvo agora já não é tão específico, mas ainda existem algumas vantagens para os mais humildes.

O que é preciso para participar do Programa?

Qualquer pessoa que seja maior de 18 anos, sendo pessoa física, incluindo aposentados e pensionistas e esteja entre as faixas do programa e dentre os requisitos, pode participar do financiamento Minha Casa Minha Vida. O programa serve para compra de casas, apartamentos, reformas sejam os imóveis novos ou usados

Veja também: Como se inscrever no programa minha casa minha vida

Como conseguir um financiamento

Basicamente o processo é o mesmo para todas as pessoas, ela vai em alguma instituição financeira e demonstra interesse em participar do programa portando todos os documentos necessários listados mais abaixo.

É feita uma análise e se realiza um sorteio devido ao grande número de interessados pelo programa, caso o interessado seja contemplado é só preencher os papéis e formulários, pagar as tarifas, transferir o imóvel para o nome e registrar em cartório.

A única coisa que muda para um pensionista ou aposentado é que a idade máxima aceita para se pagar um consórcio é de 80 anos, então caso a pessoa tenha 60 anos ela vai poder fazer o financiamento só em 20 anos e não nos 30 geralmente concedidos pelo programa.

O processo para compra de apartamento, casa, reforma é bem parecido, basta seguir os passos acima.

Grupos e Tarifas por renda familiar:

Como já citamos os aposentados e pensionistas podem participar do programa desde que a sua aposentadoria ou pensão estejam entre as faixas do programa

  • Faixa 1

Famílias com renda mensal até R$ 1.800,00 

As prestações mensais variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, aqui conta o poder aquisitivo de cada família, quanto ela consegue pagar de parcela.

  • Faixa 1,5

Famílias com renda mensal entre R$1800 a R$ 2.600,00
As famílias têm direito a adquirir um imóvel novo com taxas de juros de apenas 5% ao ano
Subsídios de até 47,5 mil reais

  • Faixa 2

Famílias com renda de R$2.600,00 até R$ 4.000,00
De 5,5% a 7% de taxa de juros ao ano
Subsídios de até R$ 29.000,00

  • Faixa 3

Famílias com renda de R$4.000,00 até R$ 7.000,00
8,16% de taxa de juros ao ano
Taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado.

Simulador do Minha Casa Minha Vida

Antes de pedir um financiamento é interessante que a pessoa faça uma simulação de como seria o processo para ficar por dentro de taxas, parcelas e poder ter uma noção de custos para saber se realmente teria condição de arcar com um financiamento.

Você pode fazer gratuitamente o processo no simulador do Minha Casa Minha Vida, não deixe de fazer antes mesmo de demonstrar interesse.

Documentos

É muito importante que a pessoa esteja portando alguns documentos na hora de fazer o cadastro do programa e demonstrar interesse.

Documento de identidade e CPF;
Certidão de Nascimento ou Casamento;
Comprovante de renda;
Declaração de imposto de Renda;
Extrato do seu FGTS atualizado
Ficha de cadastro habitacional