Orçamento Pessoal: O que é e como Fazer Agora [10 Passos]

Veja dicas práticas para fazer seu orçamento pessoal de maneira fácil.

Organizar as contas é algo fundamental para que você não se perca em dívidas e nem que precise recorrer a alternativas para fazer o pagamento daquilo que é básico em sua casa. Por isso, é importante que, antes de tudo, você tenha um orçamento pessoal que lhe permita saber exatamente tudo que vai acontecer nas finanças de seu mês.

Com isso, você terá um controle maior de suas dívidas, entradas e saídas e, assim, vai fazer com que seu dinheiro acabe rendendo mais no final do mês. A criação de seu orçamento pessoal e o controle de seu dinheiro são passos importantes no melhor controle de suas contas e de seu dinheiro.

Por conta disso, reunimos dicas importantes sobre o que é o orçamento pessoal e 10 passos para que você faça o seu de maneira simples e funcional, de forma a trazer mais facilidade no final do mês e que você tenha seu dinheiro organizado.

Acompanhe o artigo até o final e descubra mais sobre o orçamento pessoal e como fazer o seu.

O que é um orçamento pessoal?

Um orçamento pessoal é uma forma de planejamento financeiro para que você controle todas as suas entradas e saídas dentro do mês, ou seja, uma forma de você saber exatamente quanto ganha e evitar que você gaste mais do que tem. 

Com um orçamento financeiro bem feito, você tem diversas vantagens. Confira:

  • Entender melhor a sua situação financeira;
  • Conhecer quais gastos impactam mais a sua renda;
  • Saber de que forma você gasta o seu dinheiro;
  • Ter a oportunidade de se prevenir contra imprevistos, se preparando com antecedência.

Assim, com essa ferramenta, você tem uma melhor saúde financeira e não passa sufoco no final de cada mês, sabendo que terá o dinheiro necessário sempre que precisar.

Fazer um orçamento pessoal é ter a certeza de que suas contas estão organizadas e que você não está gastando dinheiro desnecessariamente, já que sabe exatamente como fazer o controle de gastos.

Orçamento pessoal como fazer um?

Fazer um orçamento pessoal não é complicado. Você tem diversas formas de ter descrito tudo que precisa de suas finanças. Isso pode acontecer em um aplicativo, uma planilha de Excel, ou então em anotações em cadernos e outros.

Recomendamos que você faça em algum aplicativo no seu smartphone, já que, assim, vai ter o controle total de seu orçamento pessoal e poderá saber exatamente seus gastos. 

Veja, agora, dez passos para fazer seu orçamento pessoal e controlar melhor as suas dívidas:

1- Tenha o registro de todos os seus rendimentos

Pode não parecer, mas muitas pessoas não têm controle de suas rendas. Não sabem quanto ganham por mês, o que gera um grande problema na hora de controlar as contas. Às vezes, recebem valores e não sabem de onde vieram.

Na hora de fazer o orçamento pessoal, é importante (e fundamental) que você tenha o registro de tudo que você ganha, pois, a partir deste rendimento é que você vai se organizar para o mês vigente.

Por isso, o primeiro passo para que você tenha um bom orçamento pessoal é justamente registrar exatamente quanto você ganha no mês.

Você precisa registrar tudo:

  • Salário líquido;
  • Prêmios em dinheiro;
  • Presentes em dinheiro;
  • Rendimentos com aluguel;
  • Rendimentos de aplicações financeiras, entre outros.

Se você tem alguma renda extra, deve fazer o registro também para que, assim, possa fazer uso melhor de seu orçamento pessoal.

2- Conheça melhor seu contracheque

Se você é trabalhador CLT, você deve conhecer melhor seu contracheque. Ele traz diversas informações importantes para você ter o controle de seu dinheiro.

Muitas pessoas se confundem na hora de pegar o contracheque, já que ele traz diversas informações.

Na hora de analisar, você vai ver o valor bruto (que não é o total que vai ser depositado na sua conta), vai ver os descontos que existem por lei e, por fim, o valor líquido de seu salário.

O que interessa para nós é o valor líquido, já que é este que você vai receber em sua conta ou em mãos. Esse valor é o que você deve considerar no seu orçamento pessoal.

3- Faça uma lista de todos os seus gastos

Na hora de montar seu orçamento pessoal, você deve listar tudo que vai gastar no mês, para que possa fazer um planejamento financeiro.

Entre os gastos, você tem duas principais categorias:

  • Gastos fixos: aqueles que o valor não muda, como aluguel, assinaturas de serviços, prestações, entre outros. Esses, em geral, são reajustados anualmente, então, você pode controlar melhor. 
  • Gastos variáveis: você tem aqui aqueles que não vem sempre com o mesmo valor, mas que possuem uma média e que você pode controlar, como contas de água e de luz. 
  • Despesas extras: calçados, roupas, alimentação e outros.

Mapeie também todas as pequenas despesas que você pode ter, como um cafezinho na rua, ou algo que você compre e que pareça insignificante, de forma a ter um mapa completo de seus gastos no seu orçamento pessoal.

4- Categorize os seus gastos pessoais

Na hora de organizar seu orçamento pessoal, divida todos os gastos (assim como rendimentos) por categorias. Você vai ter uma forma mais simples e eficiente de conseguir organizar melhor todas as suas economias e ter a certeza de que vai ter uma melhor organização do dinheiro.

A ideia é que, com as categorias, você saiba melhor como você gasta seu dinheiro.

Você pode dividir de várias formas. A nossa sugestão é que cada categoria seja de acordo com o que você usa:

  • Mercado;
  • Lazer;
  • Cursos;
  • Despesas de casa;
  • Etc.

Faça uma lista das principais categorias para que, assim, você possa ter um melhor controle sobre tudo que acontece com o seu dinheiro.

5- Veja o que pode ser mudado no orçamento

Na hora que você organizar seu orçamento pessoal, você vai descobrir que existem diversos fatores que podem ser modificados em seu orçamento para que, assim, você possa ter menores gastos em seu mês. Veja algumas dicas para melhorar seu orçamento pessoal:

  • Negocie valores de anuidades de cartões de crédito; 
  • Troque seu provedor de internet por um mais em conta ou negocie o valor;
  • Vale o mesmo para a sua conta telefônica;
  • Veja o que mais você pode fazer para gastar menos com serviços em sua casa.

Assim, você tem uma melhor visão de seu orçamento e controla melhor seus gastos.

6- Procure cortar gastos

Na hora que você tiver seu orçamento completamente organizado, você vai descobrir que pode fazer corte de gastos sem mudar seu estilo de vida. Isso significa que você vai conseguir organizar seu orçamento pessoal para que, assim, possa ter melhores serviços com menores preços.

Os gastos que você pode cortar são, em geral, de consumos extras e que você faz em seu dia a dia desnecessariamente, assim como serviços que você não está utilizando.

Por exemplo, muitos planos de telefonia incluem diversos itens a mais, como acesso a aplicativos. Você pode não usar esses apps, então, pode pedir um corte nas contas, economizando seu dinheiro.

7- Procure alternativas para o que não pode cortar

Ao organizar seu orçamento pessoal, você vai ter uma lista de tudo que você consome, usa e que vai mostrar para você como seu dinheiro está sendo usado. Neste momento, com a organização, você pode ter alternativas para seus gastos.

Que tal trocar aquele item de marca cara por outro da mesma qualidade e mais em conta? Ou então reduzir custos com o que não é tão necessário?

Sempre há uma alternativa quando você tem o orçamento pessoal organizado.

8- Busque formas de aumentar a renda

Quando você consegue fazer seu orçamento pessoal, você tem diversas formas de visualizar entradas e saídas. E, então, pode ver como está a saúde financeira de seu salário.

Por isso, você consegue ver a necessidade de um aumento de renda, quando os gastos estão maiores que as entradas e você já cortou tudo que poderia. Assim, você tem como estudar alternativas para que seu orçamento seja equilibrado. 

E, então, você consegue fazer uma melhor organização e ter mais controle sobre tudo.

9- Faça economias

Com o orçamento pessoal organizado, você consegue se programar para fazer economias e, assim, fazer uma reserva de emergência para um momento em que você precise de um dinheiro em alguma situação. 

Ao organizar as contas, você vai ver que é possível ter um dinheiro a mais e fazer uso dele corretamente para conseguir juntar para um momento de emergência.

10- Acompanhe seu planejamento

Para que seu orçamento pessoal funcione, você deve fazer um acompanhamento de seu planejamento, de forma que, assim, possa ter mais facilidade e a certeza de que está fazendo um bom uso de seu dinheiro.

Com isso, certamente que será mais fácil organizar as contas e saber que está fazendo um bom uso de seu dinheiro.

Onde fazer seu orçamento pessoal?

Uma forma de fazer o registro de seus gastos e de ter melhor o controle de seu orçamento são com aplicativos de controle financeiro. Existem vários no mercado que você pode usar para fazer as contas e ter em mãos tudo que precisa para controlar gastos.

Gostou desse conteúdo? Organize já seu orçamento pessoal e tenha uma vida financeira melhor.

E continue no blog para ter mais informações sobre finanças pessoais para você.